Ficção 8 - Gay

Estamos a actualizar o nosso site... esperamos ser breves...agradecemos a sua compreensão

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15
 
Título: Navegação ponto por ponto

 

Autor: Gore Vidal

 

Editor: Casa das Letras - 2ª Edição 2010 

Nº Páginas: 272
Ref.: CLe002 - Preço: € 16,15

     
 
Nenhum escritor americano do século XX teve uma vida tão agitada e brilhante como Gore Vidal. Em Navegação Ponto por Ponto, este polémico escritor e ensaísta fala abertamente, com elegância e inteligência, das suas vivências mais extraordinárias. O título escolhido refere-se ao feito algo perigoso de comandar um navio sem bússola, espelhando, metaforicamente, o percurso em ziguezague da vida de Vidal. Gore Vidal faz uma viagem pela sua memória através dos bastidores da literatura, da televisão, do cinema, do teatro, da política e da alta sociedade. Com um estilo muito vivo e simples, como se estivéssemos a escutar uma longa confidência, Vidal salta de história em história, propõe reflexões, é simpático para umas personagens e impiedoso para outras. Nestas páginas encontramos episódios surpreendentes com Jacqueline Kennedy, Tennessee Williams, Eleonor Roosevelt, Orson Welles, Johnny Carson, Greta Garbo, Federico Fellini, Rudolf Nureyev, Elia Kazan e Francis Ford Coppola. As páginas mais comoventes, escritas com pudor e subtileza, estão reservadas a Howard Auster, o seu companheiro de sempre, o homem com quem viveu mais de cinquenta anos. Navegação Ponto por Ponto é um livro de memórias inteligente e elegante. Vidal começa com pequenas observações que crescem até ascenderem à sua devida grandiosidade. Um livro fluente, carregado de humor, simples, mas nunca simplista, vivo e glamoroso. Um livro de memórias imperdível.
         

Título: O Jardim Secreto  

Autor: Francisco Gouveia

Editor: Bizâncio - 1ª edição 2003 

 Nº Páginas: 260

Ref.: EB003 - Preço: € 16,27

 

Título: Vagabundos de Nós

Autor: Daniel Sampaio

Editor: Caminho - 1ª edição 2003 

Nº Páginas: 172

Ref.: EC001 - Preço: € 12,90

Portugal, primórdios do século XIX, um país devastado pelas Invasões Francesas e pelas convulsões sociais. Numa pequena vila escondida no Nordeste Transmontano nasce um herói que vai desafiar o exército de Napoleão, unindo rudes camponeses contra os invasores.
  Diogo nasce, Diogo cresce. Luísa observa-o, em permanente sobressalto. Diogo é diferente. Nas atitudes, nos gostos, na sensibilidade, nas amizades que procura. Sente-se perdido. Não pertence a nenhum lugar. Não se «identifica» . Luísa apercebe-se do sofrimento e dos permanentes conflitos íntimos do filho. Mas tem relutância em admitir aquilo que, afinal, sabe. Sempre soube. (...) só tardiamente as palavras cruamente descodificadoras de tanta amargura aconteceram (Mãe, sou homossexual).

Título: Escritas Metafóricas.  Sobre a ficção de Frederico Lourenço

Autor: Eunice Ribeiro 

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2008 

Nº Páginas: 200 

Ref.: CT013 - Preço: € 14,00

  Título: Amar não acaba

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2004 

Nº Páginas: 120 

Ref.: CT011 - Preço: € 10,00

 

 

Do que se tem dito e escrito a propósito dos romances de Frederico Lourenço, fica a insistência, às vezes quase excessiva e um nada monótona, na sua evidente filiação homoerótica. Uma releitura rápida das entrevistas ao autor imediatamente faz ressaltar aos nossos olhos uma certa “ansiedade” dos entrevistadores em abordar o tabu, que continua ainda sendo, da homossexualidade. Não admiraria que muita dessa insistência e dessa ansiedade se alimente da própria frontalidade, nem puritana nem exibicionista, nem sequer interessada em erguer estandartes à “diferença”, com que Frederico Lourenço tem assumido publicamente o seu perfil sexual assim como o homoerotismo na ficção que escreve.  

Amar não acaba é uma crónica pessoal sobre a adolescência, na qual Frederico Lourenço rememora, numa mistura desarmante de candura e humor, a descoberta da sexualidade e o consequente reajuste interior do papel da fé católica, as complexas relações familiares, a escolaridade feita por conta própria fora da escola, as primeiras grandes paixões musicais e a influência de Lanza del Vasto.

Título: A formosa pintura do mundo

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2005 

Nº Páginas: 232 

Ref.: CT014 - Preço: € 13,20

Título: A máquina do Arcanjo

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Cotovia - 1ª edição 2006 

Nº Páginas: 96

Ref.: CT012 - Preço: € 10,00

 

A Formosa Pintura do Mundo é uma sequência de ficções interligadas sobre a pintura, a música e o desejo, onde se cruzam figuras históricas (Camões, Voltaire) com personagens da imaginação do autor. Central neste livro é a noção de Arcádia, a paisagem imaginária por excelência. Em pano de fundo, paisagens do mundo real: Sintra, as lonjuras do Alentejo e de Trás-os-Montes a magia urbana de Lisboa, Porto e Roma. O regresso à ficção de Frederico Lourenço, depois de À beira do Mundo (2003). Em A Máquina do Arcanjo, Frederico Lourenço prossegue a narrativa semi-autobiográfica iniciada em Amar não acaba. O jovem narrador vê-se agora a braços com um amor de caixão à cova e com o processo doloroso que o transformaria de músico em helenista.
 

 Título: Caracteres 

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2007 

Nº Páginas: 80

Ref.: CT016 - Preço: € 12,60

 

 

A primeira incursão de Frederico Lourenço no humor satírico com desenhos de Richard de Luchi. A seguir aos diálogos mais literariamente perfeitos de Platão (Protágoras e Banquete), a grande obra-prima da prosa grega é essa jóia que dá pelo nome de Caracteres. Foi composta no século IV antes de Cristo por Teofrasto, escritor natural da ilha de Lesbos, que se estabeleceria em Atenas para estudar com Platão e Aristóteles consiste numa sequência de trinta caricaturas miniaturais em prosa, que delineiam, em poucas palavras, toda uma personalidade com traço certeiro, sarcástico e genialmente lacónico: O parolo, O forreta, O pedante, O parlapatão, etc. Frederico Lourenço, numa primeira incursão no humor satírico, modernizou e aportuguesou os Caracteres de Teofrasto, compondo uma sequência de tipos cómicos em número igual (30) aos do autor grego, mas com personalidades contemporâneas: A pata brava, O poeta mundano, O gay homofóbico, A política de direita, O monárquico de esquerda, O médico filosófico, O surfista, O piroso, A pintora chique, etc. Pediu a Richard de Luchi - cujo traço lembra o de dois ilustres conterrâneos seus, Osbert Lancaster e Ionicus, e que já colaborara com Frederico Lourenço na adaptação para jovens da Odisseia - para ilustrar cada retrato. Além de retratos “humanos”, os Caracteres de Frederico Lourenço incluem outros, zoomórficos, já que, como diz o povo português, a muitos animais “só lhes falta falar” – ao passo que, no respeitante a muitos seres humanos, “mais valia estarem calados”.
         
Título: Grécia Revistada

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2004 

Nº Páginas: 332 

Ref.: CT009 - Preço: € 20,00

 

Título: Pode um Desejo Imenso  

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Cotovia - 1ª Edição 2002 

Nº Páginas: 476 

Ref.: CT010 - Preço: € 22,00

"Revisitar a Grécia é reencontrar Portugal. Nesta aliciante introdução à Cultura Grega, dirigida a leitores de todas as áreas e interesses, Frederico Lourenço revisita a Grécia do espírito: a Grécia de Homero e Platão; mas também a Grécia de Camões. Ítaca, Atenas, Alexandria, Bizâncio, Coimbra e Lisboa são os portos a que atraca a navegação. No encalço de Ulisses, mítico fundador da identidade portuguesa, o leitor é convidado a seguir e cruzar rotas que tanto partem da Grécia Antiga em direcção ao Renascimento português como desembarcam na nossa poesia do século XXI. As bússolas mantêm-se de época para época: Amor, Morte, Sexo, Beleza e Metafísica. Mas é mar aberto. E como diz Homero, nunca pode ser vindimado.
  Esta nova edição, revista e integral, de Pode Um Desejo Imenso, incorpora O Curso das Estrelas e À Beira do Mundo, títulos que deixarão de ser comercializados individualmente, e apresenta pela primeira vez o romance completo, num só volume, tal como foi idealizado por Frederico Lourenço.
A versão original de Pode Um Desejo Imenso ganhou o Prémio PEN para a primeira obra (2002) e foi reeditada quatro vezes. Agora, em 2006, o autor recebeu, por unanimidade do júri presidido por Eduardo Lourenço, o Prémio Europa / David Mourão-Ferreira, numa iniciativa conjunta da Universidade de Bari, do Instituto Camões e da Fundação Gulbenkian. Este prémio consiste na tradução para italiano e para outras três línguas europeias da actual edição de Pode Um Desejo Imenso e é comprovativo do reconhecimento internacional que Frederico Lourenço tem vindo a alcançar.
Título: A Odisseia de Homero adaptada para jovens 

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2005 

Nº Páginas: 332

Ref.: CT017 - Preço: € 16,40

 

Título: Ensaios sobre Píndaro 

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2008 

Nº Páginas: 328

Ref.: CT018 - Preço: € 19,60

Depois das esplêndidas traduções da Odisseia e da Ilíada de Homero, indiscutivelmente marcantes no panorama cultural português dos últimos anos e como tal justamente aclamadas pela crítica, pelos especialistas e pelos leitores, Frederico Lourenço prossegue o seu intuito de divulgação dos clássicos, desta vez adaptando a Odisseia para os leitores mais jovens. Sem perder de vista esse objectivo caro que consiste em facilitar o acesso dos leitores menos experientes ao magnífico poema sobre o retorno de Ulisses, e, ao mesmo tempo, estimular o gosto pela leitura e a competência dos jovens na própria língua portuguesa, Frederico Lourenço recria a história empolgante daquele que é, depois da Bíblia, o mais influente livro do imaginário ocidental, e fá-lo em perfeita fidelidade ao texto original e com a mesma ‘eficácia arrasadora’. Os vários aspectos desta história que ao longo dos tempos entraram no quotidiano da civilização ocidental (a teia de Penélope, as Sereias, o Ciclope antropófago, o saque de Tróia por meio do estratagema do cavalo de madeira, a magia de Circe, o amor sufocante de Calipso), estão agora mais à mão desses leitores, neste livro encantador do brilhante helenista e ficcionista. Píndaro foi o maior poeta lírico da Grécia antiga, admirado e imitado de Horácio a Hölderlin. Neste livro inovador, dezassete helenistas portugueses debruçam-se sobre os poemas mais representativos do genial compositor lírico, de modo a tornar acessível ao público em geral o ideário estético e o universo conceptual de um dos mais arrojados e originais poetas de todos os tempos. Inclui textos de: Maria de Fátima Sousa e Silva, Maria do Céu Fialho, Sofia Frade, Maria Mafalda Viana, Carlos A. Martins de Jesus, Carlos Morais, António de Castro Caeiro, José Pedro Serra, Ana Lúcia Curado, Luísa de Nazaré Ferreira, Maria Fernanda Brasete, José Ribeiro Ferreira, Frederico Lourenço, Pedro Braga Falcão, Martinho Soares, Marta Várzeas, Delfim F. Leão.
Título: Novos ensaios Helénicos e Alemães 

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2008 

Nº Páginas: 862

Ref.: CT019 - Preço: € 18,00

Título: Valsas nobres e sentimentos 

Autor: Frederico Lourenço

Editor: Livros Cotovia - 1ª edição 2007 

Nº Páginas: 208 

Ref.: CT015 - Preço: € 13,20

Em Valsas nobres e sentimentais, Frederico Lourenço reúne as suas crónicas (acrescentadas de onze textos inéditos). A temática abrange literatura (Camões, Sophia, Agustina Bessa-Luís, Thomas Mann, António Franco Alexandre), música (Mozart, Domenico Scarlatti, Maria Callas, Elisabeth Schwarzkopf), cultura helénica e bizantina, pequenos esboços ficcionais e autobiográficos, assim como as interrogações, já bem conhecidas dos leitores de Frederico Lourenço, sobre a difícil convivência da homossexualidade com a fé católica.
         
Título: Caçar a Gosto

Autor: Sousa e Castro

Editor: Edição de autor - 1ª Edição 2000 - 

Nº Páginas: 118, com 47 ilustrações
Ref.: AU001 - Preço: € 8,78

     
Tardes Bravas
Cerca de meio milhar de homens assistem diariamente às sessões contínuas num cinema lisboeta. Durante a exibição, outros filmes desenrolam-se. São “Tardes Bravas” no coração da capital. À porta fica o marido, pai ou avô. Lá dentro é o homossexual no engate para uma rápida sessão de sexo. Exorcismo concluído é o marido, pai ou avô que volta para a rua. Normalizado.
Tiros Escuros
A caminho do aeroporto, a mãe deixa-me em casa do pai. Vai passar férias a Paris. A mãe e Paris. A mãe e a atracção pelo abismo. “Todos os frutos da criatividade têm cordões a ligá-los a Paris”. E, para a mãe, a criatividade é o abismo, o risco, a fronteira que nunca ousara passar. Mas gosta de conhecer as novidades. As últimas novidades nas letras, artes e, claro, alta costura. De ser a primeira a conhecer, para ser a primeira a desdenhar. [...]
       
  Título: Quando Voltares

Autor: Victor Oliveira Mateus

Editor: Coisas de Ler Edições- 1ªEdição 2002 

NºPáginas:120
Ref.: CL003 - Preço: € 12,61

 
  Título: De Profundis  

Autor: Oscar Wilde

Editor: Relógio d’ Água - 1ª edição 2001 

Nº Páginas: 170

Ref.: RA006 - Preço: € 13,23

O amor não escolhe parentesco, nem nobreza de alma, nem sequer sexo. Invade-nos na desgraça e na santidade onde os corpos se saciam, através de um imaginário traçado pelo caminho que o autor inventa e que a realidade transforma em palavras.   «De Profundis» é uma longa carta escrita por Oscar Wilde na prisão de Reading ao seu amante Lord Alfred Douglas. Nela o homem que havia procurado o prazer estético inspirado nos clássicos gregos e o brilho social, tira consequências da sua descoberta de que o «segredo da vida é o sofrimento».
         
 
 
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15

 

Copyright © 2003 Zayas Editora,  Todos os direitos reservados
Actualizado a 23 de Julho  2017