Sexualidade / Teoria

 

 

 Título: Manual da Sexualidade Lésbica

Autor: Wendy Caster, 

Ilustrações de Julie May 

 

Editor: Zayas Editora -  1ªedição  2000 

Nº Páginas:  262

Ref.: ZA001 - Preço: 14,72 € 

Promoção com pequenos defeitos: 

€ 5,00

 

 

Título: Sexo Gay

Autor: Jack Hart,

Ilustrações de Kent 

 

Editor: Zayas Editora -  1ª edição 2001 

Nº Páginas:  256

Ref.: ZA002 - Preço: 19,70 € 

Promoção com pequenos defeitos:

 € 15,00

 É um livro indispensável, embora a versão original seja de 1993, esta tradução para português vem, mesmo assim, abrir portas no nosso país, para uma aceitação da sexualidade como um todo e da sexualidade lésbica em particular. O livro, à laia de enciclopédia, descreve de um ponto de vista polivalente diversos temas desde “Atmosfera” até “Vocabulário”, passando por questões muito práticas como “Assuntos Legais”, “Auto-exame da Mama”, “Doenças Sexualmente Transmissíveis” e outros. 
“Muito mais que um livro sobre a sexualidade lésbica, o que aqui encontramos é uma maravilhosa viagem pelo mundo das mulheres que amam mulheres. Tocando muitos dos assuntos que sempre geraram curiosidade, este livro conseguirá agradar tanto às lésbicas mais ou menos experientes, como a todas as mulheres e homens que nunca tiveram oportunidade de ver respondidas as mil e umas questões que o lesbianismo lhes levanta.” 
- Clube Safo -

 

 

 

 

 

“Este manual ilustrado é um guia exaustivo e explícito dos prazeres sexuais”
- Time Out 
“A linguagem utilizada não é pesada nem técnica, mas sim clara e informativa. Sabiamente temperado com ironia este livro torna-se uma obra deliciosa de ler.”
Wisconsin Light 
”Este guia ilustrado de sexo entre homens foi actualizado e revisto para o século XXI. É um livro indispensável em qualquer biblioteca gay. A sua abrangência inclui:
- os actos sexuais entre homens, desde o mais comum ao mais exótico, com descrições de técnicas e posições, assim como sugestões para aumentar o prazer. 
- a anatomia masculina, a sua morfologia e funções 
- leather, bondage, S/M, e outros assuntos relacionados 
- as causas e tratamentos, das disfunções sexuais
- ideias para estimular a sua vida sexual desde como activar o romance com o seu parceiro à utilização de brinquedos e papéis sexuais 
- uma abordagem aprofundada sobre a masturbação incluindo a sua história, o prazer das diversas posições, as técnicas e “como criar tempo para si próprio”
- o VIH e as doenças sexualmente transmissíveis incluindo sintomas, prevenção e tratamento
- outras informações tais como as regras de comportamento para as “casas de banho públicas”, o código dos lenços e muito, muito mais. 

 

Título: Kamasutra Gay

Para Desfrutar plenamente a  Sexualidade         

Autor: Alicia Gallotti e Rafael Ruiz

Editor: Dom Quixote - 1ª Edição 2004 

 Nº Páginas:  229

Ref.: DQ016 - Preço:16,53 € 

 

Título: Kamasutra lésbico

Para viver a sexualidade em Liberdade

Autor: Alicia Gallotti 

Editor: Dom Quixote - 1ª Edição 2005 

 Nº Páginas:  272 

Ref.: DQ020 - Preço: 15,53 € 

 

Alicia Gallotti, jornalista, escritora e articulista, durante mais de dez anos, da revista Playboy, é especializada em sexologia e relações interpessoais. Colaborou em diversas publicações  femininas espanholas e programas de rádio, nas quais aborda temas sexuais, tanto do ponto de vista prático como psicológico. Entre os seus títulos mais recentes, destacam-se, para além de KAMASUTRA GAY, «O Novo Kamasutra Ilustrado», um livro que em menos de um ano se tornou um enorme sucesso editorial, «Prazer Sem Limites», «Kamasutra Para a Mulher», «Kamasutra Para o Homem», «Kamasutra e Outras Técnicas Orientais» e «Guia Sexual Para Adolescentes». Rafael Ruiz é formado em Psicologia e especialista no estudo da Sida pela The Open International University. Actualmente dirige o gabinete psicológico Nostrum, para gays e lésbicas, e é o responsável pela área de apoio emocional da associação Gais Positius. Publicou «El ABC de Ia Pareja» e «El ABC del Ligue»

  Este livro é dirigido às mulheres que querem viver intensamente a sua sexualidade, esquecendo os velhos modelos femininos e admitindo com coragem os seus verdadeiros gostos.
O erotismo rege-se, para cada um, por normas diferentes e por isso há tantas formas de prazer como pessoas. O importante é aprender a desfrutar do próprio corpo e do seu singular universo sensual, a sós ou partilhando-o com outra mulher. Conhecer-se a si mesma não implica saber o que desejam as companheiras sexuais.
Estas páginas são o resultado de minuciosas investigações, entrevistas a lésbicas e um rigoroso e qualificado acompanhamento profissional. Tudo isto permite dar as chaves das melhores posições e desvendar todos os segredos que conduzem à intensificação do desejo e do prazer. Esta obra trata, sem tabus nem preconceitos, temas como a masturbação, o sexo oral, a penetração e outras tantas maneiras de alcançar o prazer mais intenso. Viver livremente a sexualidade é a chave para desfrutar de um erotismo pleno, saudável e desinibido.
         

Título: As Lésbicas - Mitos e Verdades

 

Autor: Stéphanie Arc
Editor: GLS - 1ª edição 2009 

Nº Páginas: 136

Ref.: GL055 - Preço: 14,25 €  

Título: Sexo entre mulheres 

  Um guia irreverente

 

Autor: Susie Bright 

 

Editor: Edições GLS - 1ª edição 1998 

Nº Páginas:  112

Ref.: GL005  - Preço:14,32   esgotado

Este livro destrinca as ideias preconcebidas sobre lesbianismo que circulam em nossa cultura e as comenta à luz de informações recentes e objetivas. Os temas vão de preconceitos sobre identidade, até concepções sociais. A autora aborda ainda a mistura de conceitos populares errôneos, as causas para que tenham se difundido, exemplos históricos e o que se sabe hoje a respeito do lesbianismo. Esta é uma obra escandalosa. A autora, muito conhecida nos EUA pelas suas opiniões inteligentes e (extremamente!) desinibidas sobre sexo, aborda com total honestidade o que as mulheres fazem na cama - e nas festas, encontros, ao telefone, em discotecas - umas com as outras. Analisa as vantagens e desvantagens de vários brinquedos sexuais, dá divertidas sugestões sobre como melhor usá-los e o que fazer para tornar o sexo seguro uma prática muito excitante.
Susie têm o tom irónico de quem consegue rir de si mesma, acabando com o mito de que lésbicas são mal humoradas e nunca fazem sexo por sexo.
Para além das brincadeiras, no entanto, está uma mulher que acredita no direito de todas as mulheres à sexualidade e que defende com unhas e dentes - e às vezes também chicotes - a liberdade de expressão sexual de cada indivíduo. É quase impossível ler este livro sem repensar as suas posições sobre sexo e sem dar boas risadas.
         

Título: A Verdade Sobre o Clitóris

Autor: Rebecca Chalker 

 

Editor: Imago Editora - 1ª edição 2001

Nº Páginas:  190

Ref.: IE001 - Preço: € 17,05

 

 

Título: Vaginas - Manual de Instruções

Autor: Livoti & Topp 

 

Editor: Bico de Penas - 1ª edição 200?  Nº Páginas:  280

Ref.: PB005 - Preço: € 16,00

Você sabia que o recorde de orgasmos múltiplos - documentados - é de 136? Detalhe: em uma hora, isto é, mais de dois por minuto. Este é apenas um dos dados de A Verdade Sobre o Clitóris, de Rebecca Chalker.  Em A Verdade Sobre o Clitóris Rebecca Chalker explora minuciosamente a anatomia genital das mulheres, de um ponto de vista heterosexual, mas sem deixarem de ser relevantes as informações fisiológicas descritas para que a resposta sexual feminina seja cada vez mais completa, ou seja, para que as mulheres possam reconhecer a complexidade, intensidade e benefícios do sexo Se ao ler o título deste livro achou que se trata apenas de mais uma obra sobre sexo, desengane-se! Fala de sexo e muito MAIS! Sabe aquelas perguntas que nunca ousaria colocar ao seu médico? Algumas até nem às suas amigas? Essas mesmo! – Aquelas que que fazem corar só de se pensar nelas... Para todas as questões, sejam elas sérias ou não, esta obra propõe-se a dar respostas sérias. Um guia descontraído e inteligente pelos caminhos mais ou menos sinuosos e privados (no seu sentido mais restrito) da anatomia feminina.
         

Título: Os monólogos da Vagina

Autor: Eve Ensler

Editor: Europa-America - 1ª Edição 2008 

 Nº Páginas:  192 

Ref.: EA006 - Preço:18,68

 

 

Título: O Livro do Pénis

Autor: Maggie Paley 

 

Editor: Editorial Notícias - 1ª edição 2003

Nº Páginas:  221 -

Ref.: EN012 - Preço: 17,25  

Edição comemorativa - Cinco monólogos inéditos
Breve história dos dez anos da peça teatral
- Os Monólogos da Vagina dispensam apresentações. Representada em palcos de todo o mundo por actrizes tão famosas como Jane Fonda e Meryl Streep, a obra-prima de Eve Ensler é uma viagem hilariante e tocante pelos indecifráveis confins da mente e do corpo femininos. Dá voz aos mais profundos temores e fantasias de mulheres reais, à sua irreverência e espirituosidade.
Tidos como a bíblia de uma nova geração de mulheres, estes monólogos de intimidades e vulnerabilidades comoverão e divertirão o leitor. Esta edição comemorativa que celebra os dez anos do Dia-V, inclui cinco monólogos inéditos, uma nova introdução da autora e uma fascinante história dos dez anos deste fenómeno teatral.
Devia ser leitura obrigatória para qualquer pessoa que tenha um pénis, que queira ter um, ou que ame alguém que tenha ou queira ter um pénis. É, até hoje, o melhor livro sobre sexo: apaixonante e informativo. Dan Savage
         

Título: A Sida por um fio

Autor: Larry Kramer - Antologia de textos 

 

Editor: Vega -  1ª edição 1997 Nº Páginas:  248

Ref.: VE001  - Preço: 16,76 € 

 

 

Título: Comportamento Sexual e AIDS

Autor: Gabriel Rotello

 

Editor: Edições GLS - 1ª edição 1997 

Nº Páginas:  384

Ref.: GL004 - Preço: 26,97

Objecto de todos os medos e todas as angústias, a epidemia de Sida possui o perfil das sociedades contemporâneas. É um síndroma do mundo técnico, do mundo da liberdade, do mundo da comunicação. (...) Os textos aqui reunidos podem ler-se como manifestos: não a vida, mas a Sida por um fio, é o que proclama força, incessantemente reiterada, de, com os seus autores, sabermos atravessas as sombras de olhar possuído pela luz. Organização e apresentação de António Fernando Cascais.

 

A cultura gay em transformação. Gabriel Rotello é um autor corajoso: defende a desconfortável posição de que a sida não teria surgido entre os homossexuais por acaso, mas devido ao comportamento sexual característico de um grande número de gays urbanos a partir da década de 70. Jornalista gay dos mais activistas, recebeu o prémio Jornalista do Ano de 1995 concebido pela Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação. Argumenta de maneira convincente que a cultura de sexo frequente com diversos parceiros que surgiu com a libertação homossexual após 1969 terá criado um nicho para o aparecimento de diversas doenças, das quais a sida seria apenas uma. De maneira honesta e inteligente, aponta para a necessidade urgente dos gays criarem para si uma nova cultura, baseada em relacionamentos mais estáveis e menor quantidade de contactos sexuais, de modo a não permitir que vírus e bactérias oportunistas dizimem tantas pessoas.

         

 

   

Título: Epistemologia do Armário  

Autor: Sedgwick Eve Kosotsky

Editor: Angelus Novus - 1ª edição 2003

Nº Páginas: 40
Ref.: AN001 - Preço: 8,40
€ 

    Eve Kosofsky Sedgwick (1950 Dayton - Ohio) produziu uma vasta obra no âmbito dos Queer Studies, um território de identidades minoritárias que a autora vem teorizando contra o anti-intelectualismo que caracteriza boa parte dos estudos culturais. O impacto académico e público das suas publicações, marcadas por uma escrita espirituosa e empenhada na redefinição conceptual das diversas apropriações históricas e sociais da sexualidade, vêm fazendo de Sedgwick uma sucessora dos trabalhos fundadores de figuras como Michel Foucault ou Judith Butler.No ensaio que deu o título à colectânea Epistemologia do Armário (1990), Sedgwick discute os termos da sobrevivência do regime de ocultação/revelação contido na metáfora do armário, relacionando-o com a realidade anterior e posterior aos acontecimentos de Stonewall, em 1969. Recorrendo a um conjunto diferenciado de episódios legais e a narrativas literárias, a autora insiste na desconstrução do pensamento binário que entende ter infectado o quadro epistemológico da modernidade, polarizado em fórmulas como público/privado, exterior/interior ou sujeito/objecto.
         

Título: Fractura - A condição Homossexual na Literatura Portuguesa Contemporânea  

Autor: Eduardo Pitta

Editor: Angelus Novus - 1ª edição 2003 

Nº Páginas: 41
Ref.: AN002 - Preço: 8,40
€ 

  Título: Problemas de Género: Feminismo e Subversão da Identidade

 

Autor: Judith Butler


Editor: Civilização Brasileira - 1ª edição 2003 

Nº Páginas: 240

Ref.: CB001 - Preço: 18,65 € 

 

Eduardo Pitta (Lourenço Marques, 1949) é poeta, ficcionista, ensaísta e crítico de poesia. Natural de Moçambique, onde viveu até Novembro de 1975, a sua obra desenvolve-se em três planos simétricos: o poético, o ensaístico e, mais recentemente, o ficcional. O presente ensaio, sobre a condição homossexual na literatura portuguesa contemporânea, insere-se na tradição (entre nós inexistente) dos gay studies. Existe literatura gay em Portugal? Literatura gay e literatura homossexual são uma e a mesma coisa? Quais os parâmetros pelos quais podemos avaliar se determinado escritor português é um autor gay? Na literatura portuguesa contemporânea, que obras são susceptíveis de leitura gay? E de leitura homossexual? Podemos lê-las em clave camp, ou queer? Foi para equacionar estas questões que Eduardo Pitta escreveu Fractura. E fractura porquê? Porque o efeito borderline da libido itinerante provoca uma fractura literária.   Judith Butler propõe observar, de maneira geral, o modo como as fábulas de gênero estabelecem e fazem circular sua denominação errônea de fatos naturais. Os textos estão reunidos de modo a facilitar uma convergência política das perspectivas feministas, gays e lésbicas sobre o gênero com a da teoria pós-estruturalista.

Título: Uma paciência selvagem                                                  

Autor: Adrienne Rich

 

Editor: Cotovia - 1ª Edição 2008 

Nº Páginas:  346
Ref.: CT
013 - Preço: 20,00 € 

 

Adrienne Rich nasceu em 1929 em Baltimore, Maryland, filha de pai judeu e mãe cristã. Médico patologista e professor da Universidade de Johns Hopkins, Arnold Rich assimilara perfeitamente os valores da cultura dominante e vivia como se os conceitos de “identidade”, “raça”, “etnicidade” ou mesmo, porventura, “sexualidade” lhe não dissessem respeito. Só quem sofre as consequências directas de não ter a identidade “certa” sente necessidade de afirmar a sua. Talvez por isso, Adrienne Rich, filha de mãe não judia e, portanto, segundo o judaísmo ortodoxo, não judia ela própria, tenha mais tarde escolhido identificar-se como judia. O povo eternamente perseguido, e que o nazismo se propusera exterminar radicalmente, era-lhe exemplo monstruoso das discriminações da sua própria cultura, onde se não pode esquecer a ocupação do território, o extermínio dos povos indígenas e a construção do poder e das prerrogativas de minorias privilegiadas sobre alicerces escravocratas. É com o mesmo espírito que Adrienne Rich apoia o activismo de organizações como Jewish Voice for Peace [Vozes Judaicas a Favor da Paz] que nos Estados Unidos se opõem firmemente à ocupação dos territórios palestinianos. Assumidamente lésbica e profundamente crítica dos valores dominantes, Rich escolheu praticar a solidariedade humana com os marginalizados e os oprimidos do seu país e do mundo inteiro, e é também a esse lugar precário que convoca a sua força de poeta. “Com quem acreditas estar lançada a tua sina?/ De onde vem a tua força?” Maria Irene Ramalho e Mónica Varese Andrade, "Introdução", in Uma paciência selvagem

 
       
         
         
         

Copyright © 2003 Zayas Editora,  Todos os direitos reservados
Actualizado a 04 de Agosto  2012